Arranca, emperra e para

Posted by Graciliano Santos | Posted in ,

Arranca, emperra e para
Arranca, emperra e para
Arranca, emperra e para

Eita troço difícil
Que é viver nesse mundão
Todo estranho e bagunçado
Tudo certo e meio errado

Coisa bonita tem demais
Gente bacana, ainda tem
Mas cada dia é bronca nova
Travando tudo e tudo além

E quem manda lá de cima
Tá tão longe que não vê
Ou tá tão perto que bate a venta
E quem também se devia ouvir
Fica na luta enquanto se aguenta

O que falta é parar um pouco
Conversar e planejar a situação
Porque assim, é só trombada
É o desencontro na "união"

Partido não é cor, é ideologia
Ego é isolamento, insensatez
Quem não troca ideia, só impõe
Se perde na vala da estupidez

Desde a brincadeira dos meninos
Até a gestão governamental
Essa é a lei que funciona
Já era pra ser norma universal

Mas enquanto a gente emperra
E para sem saber porque parou
Independente de se olha pra entender
Ou reclama sem nem querer saber
O que importa é que nessa parada brusca
É um tanto que a gente não avançou




Comments (0)

Postar um comentário