Fui

Posted by Graciliano Santos | Posted in

2

só sofre quem pulsa
inspira, insona
inflama, desfaz
tenta, mas não expulsa

só sofre quem fica
grita, debate
chora, declama
finca, e nunca deriva

e no fim?
ou atira, e mata
ou apatiza, e se mata
ou vai embora, e apaga a luz
uma hora tudo acaba mesmo

Sessão: Criatividade Zero, Lugar Novo - parte 3

Posted by Graciliano Santos | Posted in

0

Eu plantava batatas, pepinos e tomates. Colhia batatas, pepinos e tomates. As batatas não podia vender todas, já que algumas eram pra replantio. Pepinos me causavam problemas porcausa do meu filho, que roubava alguns quando ainda estavam pequenos. E tomates estragavam no caminho da venda. Parei de planta-los e comprei ovelhas. Meu filho reclamou, fugiu de casa e virou travesti. Tive de comprar um tear, forrar com pasto os campos e aprender a tosar. Com o tempo as ovelhas estragaram o pasto, o tear quebrou e a tesoura cegou. Minha mulher que adorava tecer no tear tentou me obrigar a conserta-lo, mas me recusei. Ela fugiu com o tosador e soube que foram para Marmolândia. Passei mais um tempo com as ovelhas, até me recuperar do baque da traição, mas acabei me livrando delas e montei um buteco no centro da cidade. Vendia mais cachaça e cigarro que tudo no mundo, conheci a nega Jurema e nos ajuntamos. A merda é que nega Jurema era casada com Tião Martelo, que morava em Caranguajá do Norte, que quando ficou sabendo chegou no bar, bebeu a noite toda e quando pediu a conta me matou. Pegou meu bar, reatou com Jurema, mas soube que ele tava com problemas com o distribuidor e tá querendo repassar meu bar...